ADAB promove vacinação contra a febre aftosa
Data: 20/04/2009 Hora: 15h59
Compartilhe  
Fonte: Redação JLC News

Vai começar mais uma campanha de vacinação de bovinos contra a Febre Aftosa, segundo a gerente da ADAB, em Santo Antonio de Jesus, de 1 a 31 de Maio. De acordo Arlete Côrtes, a campanha já conhecida dos pecuaristas.

?De seis em seis meses, os criadores tem que vacinar seu rebanho, pois é uma vacina obrigatória. Ele tem de vacinar todos os seus animais, ou seja, se ele tem 1 cabeça de gado, ou uma maior quantidade, todos os animais independente da idade, mamando a caducando devem ser vacinados?, disse Arlete Côrtes.

Após a vacinação, o criador deve comparecer ao escritório da ADAB, com os documentos de RG, CPF, nota fiscal da vacina e a quantidade de animais que ele tem por faixa etária, ou seja, quantos machos e fêmeas ele tem, juntamente com a idade.

?Muitos criadores podem se perguntar, [mas eu sempre que vacinei meu gado e nunca precisei levar meus documentos]; bem, nós estamos fazendo um recadastramento de todos os criadores pois estamos num processo de informatização; futuramente todas as guias, GTA (Guia de Trânsito Animal), movimentos de cadastros serão feitos por um sistema?, explica a gerente da ADAB.

Essa informatização facilitará a vida dos criadores
O criador hoje precisa se dirigir ao escritório onde ele tem o cadastro. A partir da informatização ele poderá movimentar seu cadastro em qualquer município do Estado.

Se ele tem uma fazenda aqui em Santo Antonio de Jesus, mas ele está em outro município, como Salvador, Guanambi, Barreiras ou Sul do Estado, e ele precisa tirar uma guia, então poderá ir a qualquer escritório da ADAB da cidade onde ele está e tirar. Isso vai facilitar muito a vida do próprio criador.

Punições
O criador que não vacinar, será multado em 50 UFIRs por animal, e se ele vacinar e não declarar também haverá multas.

?Se ele vacinar, mas não declarar; porque tão importante quanto vacinar é a declaração, pois para a ADAB ele continua inadimplente. Iremos até o criador multá-lo, porque mediante os nossos dados, não existe declaração do determinado criador. Nas campanhas passadas houve criadores inadimplentes. Houve alguns que não vacinaram, mas acredito que também teve alguns que vacinaram o seu rebanho, mas não declararam?, esclareceu Arlete.

ENTÃO?
É importante vacinar e depois declarar, não pode passar este período. O período não vai ter prorrogação segundo a gerente da ADAB.

A vacinação será de 1º a 31 de maio, após este período, o criador terá que ir ao escritório da ADAB e pegar uma autorização do órgão para poder comprar a vacina, ai nesse momento ele vai ser multado.

Repórter: Bruna Leal
NOTÍCIAS

- SAJ
- Bahia
- Brasil
- Mundo
- Nossa Folha
- Política


- Esportes
- Variedades
- Gospel
COM VOCÊ

E-mail E-mail

Orkut Orkut

Twitter Twitter